Setembro é conhecido, entre outras coisas, por ser o mês de apresentações e lançamentos da… Apple. Com todas as dificuldades e restrições que todos temos vivido nos últimos dois meses, a verdade é que muitos fãs da marca, e amantes da tecnologia em geral, anseiam por saber se este ano vai haver atrasos nas vendas dos novos produtos ou não. Fomos investigar e ao que apurámos, parece que não…!

Se há algo que já é familiar e acompanha a altura que antecede os grandes lançamentos tecnológicos (quer seja o iPhone, a Playstation ou o último amplificador da Marshall) são os muitos leaks e teorias de como vão ser os novos produtos e com que características vão surgir. Aqui deste lado da fechadura estamos com bastante curiosidade para ter em mãos o novo tesouro da gigante norte americana! Prevê-se um pouco por toda a internet que esta seja a maior renovação em termos de visual e upgrades desde o modelo X (ou Dez, se preferirem). E por isso decidimos reunir aqui os melhores – e certamente mais realistas – rumores, que por norma não falham.

4 NOVOS MODELOS

Acredita-se que, à semelhança do que aconteceu com a versão anterior, vão existir diferenças entre o modelo “não-pro” e o “pro”. E ao que parece serão mesmo 4 os novos iPhones apresentados: iPhone 12, iPhone 12 Max, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max. Os modelos terão ecrãs OLED e processadores A14.

No caso do iPhone 12, este terá 4GB de RAM, um ecrã de 5.4 polegadas e as opções de 128GB e 256GB. O iPhone 12 Max será idêntico nas opções de memória mas com um ecrã maior, de 6,1. Já o iPhone 12 Pro, que tem o mesmo tamanho de ecrã deste último, contará com 6GB de RAM, ao passo que o modelo mais avançado, o iPhone Pro Max, terá as mesmas especificações do que o terceiro mas o ecrã será ainda maior – com 6.7 polegadas – e as versões serão de 128GB, 256GB e 512GB.

Os rumores apontam ainda no sentido de que os modelos Pro da Apple poderão contar com um ecrã com uma taxa de actualização mais elevada, ou seja, a passar para 120 Hz, o dobro da actual. Este upgrade vai permitir basicamente uma maior rapidez de resposta – ou seja fluidez no touch! Existe ainda a possibilidade de o smartphone vir a poder alternar estes valores, consoante a tarefa que está a desempenhar, para poupar bateria. Assim, pode chegar aos 120 Hz quando algum jogo estiver a ser jogado, por exemplo, mas menos do que isso quando for uma aplicação menos exigente.

BATERIA, VISUAL E CONTROVERSIA…

Acredita-se que os novos modelos de 2020 vão ter designs renovados e novas baterias, com o 12 Pro Max, por exemplo, a receber uma bateria com mais de 4.400 mAh, uma actualização considerável em relação à bateria de 3.969 mAh no 11 Pro Max.

O design deverá ser bastante atraente, com uma estrutura de metal, muito semelhante à dos tão aclamados – e velhinhos – iPhone 4, a abraçar com arestas quadradas dois pedaços de vidro. Quanto às cores, o azul marinho poderá ser a novidade deste ano, já depois de em 2019 a Apple ter introduzido o midnight green.

São esperadas ainda, claaaaro, mais melhorias às câmaras! E sim, ao que parece é mesmo possível melhorar ainda mais: a aposta desta vez parece ser em modos nocturnos para todas as versões e na incorporação do sistema LiDAR.

Por fim, são esperadas também as integrações do tão controverso 5G e do novo Face ID.

A confirmar-se tudo isto, é impossível não desejar que setembro chegue depressa!