Depois de Ricardo Araújo Pereira, em Janeiro, está agora confirmada a contratação de Bruno Nogueira. A notícia foi adiantada ontem ao final do dia pela SIC e também por Daniel Oliveira, Director Geral de Entretenimento e Programas da estação, na sua conta de Instagram. Depois de todo o hype gerado durante o confinamento, será que esta mudança significa que vamos ter “O bicho” em televisão?!

O seu diário no Instagram – “Como é que o bicho mexe” – fez história durante a quarentena e especialmente numa emissão final absolutamente épica. Já no mês de junho fez um episódio especial para trazer de volta o espírito do conteúdo que acompanhou tanta gente noite após noite, e os números de audiência voltaram a ser inacreditáveis. Basicamente, estamos a assistir ao melhor momento da carreira de Bruno Nogueira – em que a sua notoriedade disparou e o seu humor é mais apreciado do que nunca. Por isso mesmo seria expectável que as principais estações televisivas tentassem assegurá-lo para as suas grelhas. A SIC conseguiu garanti-lo e é já a partir de Setembro que poderemos vê-lo num novo programa.

Ainda sem revelar nada quanto a este novo conteúdo, as palavras de Daniel Oliveira não deixam margem para dúvidas quanto à importância desta contratação, que se junta no canal a Cristina Ferreira e Ricardo Araújo Pereira:

O Bruno Nogueira, pela originalidade, pelo desassombro criativo e pela capacidade de fazer bem qualquer desafio a que se proponha, é um ativo muito relevante para a SIC (…) É um orgulho podermos ter uma equipa de elite, que a chegada do Bruno vem robustecer.

View this post on Instagram

BRUNO NOGUEIRA NA SIC Bruno Nogueira será, a partir de setembro de 2020, reforço da SIC. Com esta contratação, a SIC consolida a aposta no talento nacional e reforça ainda mais a sua proposta de valor na área do humor, que é estratégica na oferta do entretenimento. As múltiplas facetas do talento de Bruno Nogueira, e a sua enorme capacidade de se reinventar, abrem perspetivas para o desenvolvimento de conteúdos de entretenimento e ficção nas diferentes marcas SIC, com especial destaque para o canal Generalista e ainda nos canais temáticos, bem como para as plataformas digitais, que são uma forte aposta do Grupo. “O Bruno Nogueira, pela originalidade, pelo desassombro criativo e pela capacidade de fazer bem qualquer desafio a que se proponha, é um ativo muito relevante para a SIC. A sua vontade incondicional em querer desenvolver na SIC as suas ideias está a par da nossa ambição de continuar a inovar e a criar conteúdos com impacto na sociedade. É um orgulho podermos ter uma equipa de elite, que a chegada do Bruno vem robustecer”, afirma Daniel Oliveira, Diretor Geral de Entretenimento da IMPRESA. Já Bruno Nogueira refere: “A liberdade criativa que o Daniel Oliveira e a SIC me oferecem é, mais do que nunca, uma oportunidade irrecusável. Agradeço o convite e a confiança demonstrada neste meu regresso à SIC, e espero estar à altura daquilo a que me proponho. Por outro lado, para o Daniel Oliveira, será o fim de uma época dourada. Nos livros de história da televisão, o Daniel será sempre recordado como «aquele a quem tudo corria bem, até ter contratado o outro». Bem jogado, Bruno. Mal jogado, Daniel”. Os projetos criados e encabeçados por Bruno Nogueira serão anunciados a partir de setembro.

A post shared by Daniel Oliveira (@daniel__oliveira) on

Já nas palavras do próprio Bruno, e com o seu tão característico tom humorístico:

“A liberdade criativa que o Daniel Oliveira e a SIC me oferecem é, mais do que nunca, uma oportunidade irrecusável. Agradeço o convite e a confiança demonstrada neste meu regresso à SIC, e espero estar à altura daquilo a que me proponho. Por outro lado, para o Daniel Oliveira, será o fim de uma época dourada. Nos livros de história da televisão, o Daniel será sempre recordado como «aquele a quem tudo corria bem, até ter contratado o outro». Bem jogado, Bruno. Mal jogado, Daniel”

Vale a pena relembrar que a última passagem de Bruno Nogueira pela SIC trouxe-nos um daqueles que é, para nós, um dos programas televisivos da última década mais subvalorizado: Som de Cristal.

Mais do que nunca, a fasquia está alta, ‘Bruninho. Mas sabemos que tu vais ser capaz!