Créditos: Motosport.com.pt

Está oficializado o regresso do MotoGP a Portugal, mais especificamente ao Autódromo Internacional do Algarve, em Portimão. O mais relevante campeonato de motociclismo do Mundo segue assim as pisadas da Fórmula 1 – que também voltará a ter uma corrida em Portugal neste ano de 2020 – naquela que poderá ser uma oportunidade única para realizar o sonho de Miguel Oliveira.

EM 2020 NEM TUDO É MAU

As boas notícias que o país teve, até agora, em 2020, não suplantam obviamente as consequências terríveis da pandemia do novo coronavírus. Mas podem ser pequenos motivos de entusiasmo que façam com que percebamos, a pouco e pouco, que o pior vai mesmo passar. Os regressos de Fórmula 1 e MotoGP, como já tinha sido o anuncio da Final da Liga dos Campeões em Lisboa, são bons exemplos disso: não resolvem os grandes problemas, mas distraem-nos!

A corrida do principal circuito de motociclismo está confirmada e vai acontecer no Algarve no dia 22 de Novembro, significando assim um ano de “dobradinha”, em que Portugal recebe os dois circuitos mais importantes do desporto motorizado. As palavras da presidente da Câmara Municipal de Portimão Isilda Gomes são claras e… fazem sentido:

“Tudo se está a conjugar numa tempestade perfeita, com a MotoGP, Fórmula 1, Félix da Costa campeão da Fórmula E e o Miguel Oliveira com a melhor prestação de sempre. Conseguimos a dobradinha, desculpem-me os adeptos do FC Porto, mas é também do autódromo do Algarve, não é fácil ter Fórmula1 e MotoGP”

UM SONHO CADA VEZ MAIS PRÓXIMO

Créditos: KTM Images

As prestações do piloto português de MotoGP Miguel Oliveira têm dado que falar nos últimos dias. Depois de, ainda no final de Julho, ter conseguido qualificar-se na 5ª posição para a partida do GP da Andaluzia, em Espanha, foi já no último fim-de-semana que alcançou a sua melhor classificação de sempre no GP da República Checa – terminando no 6º lugar.

Pouco a pouco Miguel Oliveira vai-se afirmando como um underdog na luta pela vitória em cada corrida. E no dia 22 de Novembro terá mesmo uma oportunidade única para alcançar o sonho de vencer uma corrida em casa. E ao que tudo indica, com o seu público nas bancadas a vibrar. Se o contexto permitir… também nós estaremos lá para mais tarde vos mostrar tudo…’Pela Fechadura!