Ouvir o som saído de um gira-discos é mágico e transporta-nos para outra dimensão: aqueles estalinhos clássicos antes da música começar inibem o mundo à nossa volta e fazem-nos sentir um misto entre nostalgia e serenidade, que nos acompanha até que o disco não tenha mais notas para tocar. E porque precisamos todos, sobretudo nestes momentos de maior agitação e ansiedade, de sentir algo assim, hoje escrevemos sobre um gira discos moderno, barato e com um look totalmente vintage!

Longe vão os tempos em que o vinil foi declarado morto. Depois da sua utilização em massa a partir do final dos anos 40, as cassetes e depois os CDs pareceram ameaçar a popularidade destes discos feitos a partir de policloreto de vinila. Mas os últimos anos têm confirmado que não -- até porque não há nenhuma experiência musical tão enriquecedora como colocar a agulha em cima do disco e desfrutar do som único que proporciona.

CROSLEY VOYAGER TURNTABLE

Vamos abordar já directamente o elefante na sala: este gira discos não é o melhor nem o que tem a melhor relação preço qualidade. Quer no que toca à qualidade do som, quer no que toca à qualidade dos componentes, há outras soluções melhores. No entanto, é perfeito para quem se quer iniciar no vinil, comprando um gira discos super fácil de utilizar, com um look retro/vintage que encaixa bem em qualquer decoração e de… transportar.

Uma das palavras-chave relacionadas com este gira discos é mesmo “transportar”. Ele é, literalmente, uma mala rígida que podem levar para onde quiserem. Podem levá-lo convosco nas férias ou mesmo num dia especial para uma festa com a família ou amigos. E no momento em que encontrarem o sítio certo para o pousar, só têm de ter a certeza que está perto de uma tomada. A partir daí é muito simples: liga-lo e desfrutar… porque o próprio aparelho tem uma coluna embutida!

O preço é outro dos motivos para se aventurarem com um Crosley Voyager – podem compra-lo a partir de 80 euros. Nós acreditamos que é o melhor início para um caminho que leve até outros voos.