O fenómeno New Balance continua a encantar-nos. Principalmente porque há uma nova colecção, com novo design, que está a esgotar um pouco por todo o lado! Mas também porque é uma marca que, em poucos anos no mercado português, se conseguiu enraizar em duas gerações habitualmente criadoras de tendências, e olhar de igual para igual algumas das marcas de calçado informal que estão nas nossas cabeças há décadas.

Por muito surpreendente que possa parecer, a New Balance foi fundada no longínquo ano de 1906, em Boston, nos Estados Unidos. Durante grande parte da sua existência, focou-se maioritariamente na concepção e produção de calçado desportivo – tendo mesmo sido a primeira marca a criar uns ténis de corrida (ou sapatilhas, como preferirem) com sola ondulada: os Trackster.

Fazendo fast forward para tempos mais recentes, só nos últimos 10 anos a marca surgiu em força em Portugal e com o intuito de se afirmar enquanto referência no calçado informal e desportivo para o dia-a-dia. E parece-nos consensual que o conseguiu com os 574, aqueles que mais vezes vimos nos pés de conhecidos e figuras públicas.

E agora, sendo já uma marca que todos conhecemos e à qual reconhecemos uma relação qualidade/preço acima da média, há mesmo um novo modelo a agitar o mercado: o lançamento dos novos 327 tem tido uma aceitação muito acima da média, ao ponto de esgotar em muitas lojas!

Comparativamente aos 574, estes 327 têm um perfil mais elegante, embora mantendo o aspecto robusto e pronto para qualquer desafio que tanto caracteriza os modelos da marca – neste caso muito por conta das aplicações com relevo em borracha na frente e no calcanhar. Também o “N” de “New Balance” se faz notar como em nenhum outro modelo, mas pelo contrário – e ainda bem – este design faz com que se sinta que é uma aplicação de marca mais integrada.

Outro aspecto muito interessante e que faz deste modelo perfeito para todos os dias é a leveza, que se deve à escolha de diferentes materiais quer na sola quer no tecido lateral.

Os 327 estão disponíveis em várias combinações de cores mas para um quotidiano de trabalho com a informalidade, conforto e versatilidade que se procuram… parece-nos que esta mistura de tons acastanhados não dá hipótese a outras…!