Créditos: Nathan Congleton / TODAY

Actor de topo e com charme invejável, já sabíamos que era. Solidário, também. A novidade é mesmo a sua capacidade de partilhar a sua fortuna, em grande quantidade, com os seus amigos mais próximos. Neste caso, falamos de 14 grandes amigos que receberam 1 milhão de dólares cada. Se o gesto já é lindo, esperem para ler a justificação épica!

É claro que o mais importante numa amizade não são os bens materiais, mas sim o facto de podermos contar com os nossos melhores amigos para todas as ocasiões: as boas, as más e as assim-assim (que são na verdade as mais comuns). Mas claro que se um amigo nos der um milhão de dólares, ficamos especialmente agradecidos e provavelmente significa que a nossa vida mudará significativamente a partir desse momento. Foi precisamente o que aconteceu, há alguns anos, a 14 grandes amigos de George Clooney.

Numa entrevista recente dada à GQ, o actor confirmou rumores antigos e explicou o racional épico que suportou este gesto:

Se eu morresse atropelado por um autocarro, todos eles estariam incluídos no meu testamento. Então porque raio hei de esperar eu pelo autocarro?!

Ainda justificando esta atitude nobre, Clooney explicou que no fundo se trata de um agradecimento por tudo aquilo que aqueles amigos já lhe deram:

Segurei um mapa e apontei todos os sítios que já pude ir e todas as coisas que pude ver por causa deles. E pensei: “como é que eu retribuo algo assim?”. Bom, ok, e que tal com um milhão de dólares?!

Esta história, de alguém que chegou a precisar de dinheiro emprestado e de dormir no sofá de casa de amigos (como o próprio confessou), não pode terminar sem outro pormenor delicioso: o dinheiro foi oferecido em notas, dentro de malas, e distribuído pelo próprio. Até nisto o charme não fica de lado.

Bravo, Mr. Clooney!