Da ligação intíma entre design e conforto nasceu a Literall, uma marca de vestuário portuguesa que tem, desde agora, portas abertas para o mundo. Na sua colecção actual conta com alguns dos produtos mais procurados do momento – vários formatos criados com recurso à técnica tie dye e clássicos absolutos com a máxima qualidade de fabrico e que assentam em qualquer tipo de corpo.

Gostamos sempre de histórias como esta! Dois melhores amigos portugueses de longa data juntaram-se para criar uma marca única, literalmente feita a pensar no consumo de um grande grupo de pessoas – jovens e jovens/adultos – em 2021 e sobretudo pós dois confinamentos. O conforto nunca foi tão importante e, com essa ideia na cabeça, avançaram sem medos através de canais estritamente digitais e que fazem da Literall uma marca do mundo, apesar de ser totalmente made in Portugal, desde o design à produção e distribuição.

Neste momento a Literall conta com dois modelos-chave, que se desdobram em vários produtos que podem ser adquiridos em conjunto ou em peças singulares (tronco e calças).

DREAM BIG

Esta é a colecção que melhor define o abrir de portas da marca: arrojada mas sólida. Assente na técnica tie dye, DREAM BIG personifica não só o ADN da marca mas também define o público-alvo a que se destina: jovens e adultos de espírito aberto e que não têm medo de se evidenciar nem de vestir o que querem.

Para já disponíveis estão uma versão unissexo e outra para mulher – com uma abordagem tie dye semelhante (embora noutra cor) mas com cortes diferentes:

Todas as peças são compostas por 100% algodão e contam com o discreto logótipo da marca bordado a preto.

LITERALLY A CLASSIC

Já temos escrito, em alguns contextos, que “menos é mais”. Mas a verdade é que há momentos para tudo. E por isso a Literall reinterpretou um clássico que é, hoje mais do que nunca, um o novo “vestido preto” com que ninguém se compromete.

Este hoodie cinzento, que pode ser comprado no corte unissexo ou na versão feminina (crop top) é simples e eficaz. Tem linhas direitas e dispensa os inúteis cordões que tantas vezes surgem na zona do pescoço, para apertar o capuz. Tal como as peças tie dye, é composta inteiramente por algodão, provando que não só o look discreto mas também o conforto estão mesmo no topo das prioridades.

Cada vez mais acreditamos em marcas que criem com a qualidade com que a Literall o faz e que são verdadeiramente amigas do planeta – até porque peças de vestuário como estas, de corte intemporal e com grande qualidade têxtil, duram décadas. Por isso, dêem uma hipótese a esta marca portuguesa cujas peças nascem em Barcelos mas estão vocacionadas para conquistar adeptos em todo o mundo!