A COMBINAÇÃO PERFEITA PARA RELAXAR!

Depois da tal viagem atribulada à Sardenha, em que muita coisa aconteceu ao contrário do planeado… a vontade de ter uns dias de Verão assim: calmos, relaxantes e com tempo para pensar e valorizar tudo o que de bom me tem acontecido, era mais do que muita! O destino onde tudo aconteceu?! Bem português com paisagens naturais de fazer cair o queixo. Adivinham onde estive? Pista: É uma verdadeira pérola bem escondida lá no topo do país 😉

No texto que escrevi sobre a minha viagem à Sardenha acabei a dizer: “A viagem desta vez foi via Barcelona e quando finalmente chegámos a Lisboa… tínhamos outra viagem à espera, desta vez de carro, e em direcção…….. ao destino seguinte”. E este de que vos falo agora é o destino seguinte. O destino que permitiu ter férias… das férias!

Se ainda não chegaram lá, eu ajudo: é no Minho, já mesmo a tocar em Espanha. Agora provavelmente já têm a certeza de que falo… do Gerês!

Confesso que já há muito tempo que várias pessoas que conheço bem me tinham dito que o Gerês era um sítio incrível para visitar. Mas às vezes com tanto “mundo” para descobrir acabamos por nos esquecer um bocadinho do que temos no nosso país. Not this time!! Eu e a Inês decidimos passar uns dias de puro relaxamento e envolvimento com a natureza.

Partimos em direcção a norte mal chegámos da Sardenha: O GPS marcava como ponto de chegada o Oak Nature. Um alojamento local que viemos a perceber que era perfeito para os dias que pretendíamos logo quando saímos do carro! Primeiro que tudo a localização: mais propriamente em Ventosa, perto de Vieira do Minho, com vista panorâmica para as pontes do rio caldo e a albufeira da caniçada. Sei que por muito que escreva, só percebem a beleza vendo. Por isso…! 🙂

Todo o conceito deste Oak Nature nos entusiasmou. Basicamente a arquitectura e construção foram baseadas no carvalho, espécie muito abundante na zona. Ao ponto de terem construído os quartos mas terem respeitado alguns troncos seculares que estavam precisamente nessa zona. O que faz com que estejamos num alojamento muito confortável e moderno… mas sempre muito ligados com a natureza. Sem esquecer a gastronomia, que é outro dos pontos fortes!

Como o nosso mood para estes dias era de relax quase total, passámos muito tempo na piscina exterior (aquecida!!), no jacuzzi, sauna e banho turco. Depois de um treininho no ginásio ou mesmo na rua, era certo que por lá andávamos. Só por isto já valia muito a pena… 😉

A DESCOBERTA!

Apesar de termos como intenção principal descansar… não nos conseguimos controlar e tivemos que ir descobrir um paraíso escondido! De tudo o que lemos e dos conselhos que recebemos nas redes sociais, escolhemos um sítio para explorar e passar um dia diferente. Depois de muito pensar, optámos por ir à barragem de Vilarinho das Furnas e às Cascatas da Mata da Albergaria.

Nunca vimos uma barragem assim. Sinceramente, achámos que estávamos dentro de um postal!

Depois da barragem seguimos em direcção à Mata da Albergaria (mesmo mesmo ao lado). Por questões ambientais, não é possível ir de carro até às cascatas – e ainda bem, até porque a viagem a pé é linda, aconselhamos totalmente!

Alguns quilómetros depois, quando nos deparámos com as primeiras quedas de água, ficámos incrédulos. O dia estava quente e não demorámos muito a saltar para a água transparente e… fresca! Uma coisa engraçada destas cascatas é que se forem subindo cada uma delas vão encontrando outras. E todas muito bonitas! Aconselhamos muito a investirem um dia nesta zona porque é uma paisagem de sonho mesmo.

Ao contrário da viagem à Sardenha, esta mais do que cumpriu todas as nossas expectativas. Adorámos!! E claro que tanto relax depois… está na hora de voltar ao trabalho. Com mais energia do que nunca ☺

JM.