FUI À CAIXA DE MENSAGENS DA INÊS E… TUDO ACONTECEU!

Vi a ideia nascer lá em casa e desde o primeiro momento que apoiei, como sempre. Mas desta vez com a clara convicção de que ia ser um conteúdo de sucesso. E foi, teve muitos milhares de visualizações e em dias de lançamento esteve sempre no top diário do TVI Player! Para fechar a temporada, a Inês reservou-me uma surpresa: fui convidado para jogar. Aceitei, claro, e não é que houve mesmo surpresas?! Se ainda não viram este episódio (shame on you!) vejam aqui. Até dos meus supostos defeitos se falou…!

Antes de irmos ao desafio propriamente dito… há algo a dizer tão ou mais importante! O que sempre gostei neste “Caixa de Mensagens” da Inês foi também o facto de ser verdadeiramente um formato inovador, quer na forma quer no conteúdo. Para além do jogo em si, entre mensagens acabou por haver sempre espaço para conhecermos algo mais sobre o convidado que ali estava com a Inês – por vezes eram falados temas relacionados com a mensagens e noutras eram outros que surgiam naturalmente em cima da mesa. Lembro-me de vários episódios em que estas conversas acabaram também por me surpreender e acredito que isso tenha acontecido com muito mais gente. Todo o feedback que recebi foi muito positivo, e em muitos casos a facilidade de aceder aos episódios (alojados no TVI Player) facilitou e muito o consumo fora de casa, durante o dia, completamente adaptado à rotina de cada um dos espectadores. Também nisso foi uma inovação e os resultados estão aí: muitos milhares de visualizações e sempre no top do TVI Player.

SPOILER ALERT!

Eu confesso que vi a Inês muitas vezes a preparar os outros episódios lá em casa. E conheço bem a dinâmica do programa, claro. Mas a verdade é que quando me sentei para jogar… não sabia absolutamente nada do que me ia calhar. Estava nervoso e a Inês também, mas quando a luzinha vermelha da câmara acendeu e estava a gravar, tudo passou! Passou tanto que até tive à vontade suficiente para tentar fazer batota. Sem sucesso, claro! 🙂

A primeira mensagem foi da… Inês. Isso mesmo, vejam bem a minha pontaria. Tinha logo que começar com aquela mensagem que eu não podia de qualquer forma errar. E será que errei…?! Depois desta mensagem seguiram-se as de Ruben Rua, Marisa Cruz, Mónica Jardim (temos contas a ajustar no próximo sábado! Ahahah), Flávio Furtado e Tiago Felizardo. Tudo pessoas com as quais me cruzo regularmente ou já cruzei, e em alguns casos pessoas bastante próximas – o que fez com que tivesse muitas dúvidas em relação a algumas mensagens. Se ainda não viram – e volto a dizer… shame on you! – chegou a hora de descobrirem como me safei. Vejam tudo aqui!

… E vejam também os outros episódios, estão todos disponíveis neste link 🙂

Por fim, mas não menos importante, quero voltar ao início. É bom ver que a “Caixa de Mensagens” foi um formato inovador e ao mesmo tempo muito bem recebido pelo público. É a recompensa certa para quem consegue juntar o talento a… muito trabalho na direcção certa. Parabéns Inês, que orgulho gigante! <3

E que venham mais!

JM.