MAIS DO QUE NUNCA… AJUDAR MOÇAMBIQUE

Este é daqueles temas sobre os quais nunca é bom escrever. Mas acredito verdadeiramente que quem está numa posição, como a minha e a de muitas outras pessoas, em que podemos ser ouvidos por muita gente… tem o dever de falar dos temas realmente urgentes. Se como eu pensam como podem ajudar o povo Moçambicano, aqui fica a minha dica!

Com esta distância física e com o ritmo aparentemente imparável do dia-a-dia quase que parece aceitável não dedicarmos tanto tempo assim a perceber o que acontece noutros países, quanto mais noutros continentes! Mas eu genuinamente não penso assim. E nem Moçambique é um país qualquer aos nossos olhos portugueses, nem a distância pode ser factor para ignorarmos o que se está a passar com pessoas como nós, que também são, também pensam e sentem. Portanto não podemos ficar indiferentes!

O ciclone tropical “Idai” atingiu Moçambique com uma grande violência e todos os relatos e imagens que nos chegam a cada noticiário são devastadores. As cheias destruíram casas e muitas outras infra-estruturas fundamentais para uma vida quotidiana da população e impedem neste momento a comunicação entre muitos locais. Quer comunicação física quer electrónica. Infelizmente já mais de 400 pessoas perderam a vida nestes últimos dias e há muitas em risco neste momento 🙁

Para além das instituições que actuam normalmente nestas crises, como a Cruz Vermelha e os Médicos do Mundo (entre muitas outras), nós, cidadãos comuns, também podemos contribuir! Como?! Não é difícil encontrar diferentes formas, entre recolhas de bens, donativos financeiros e linhas telefónicas. Com uma rápida pesquisa é possível encontrar todas estas possibilidades. Eu sugiro-vos mais uma para adicionar às restantes: aquela que a TVI está a apoiar. No próximo dia 30, às 16:00, no Estádio do Restelo (Belém, Lisboa) vai decorrer um jogo amigável entre as equipas femininas de Benfica e Sporting. Toda a receita deste jogo histórico, que a TVI vai transmitir em direto, reverte para a ajuda ao povo Moçambicano. Os bilhetes custam apenas 2,5 euros e podem ajudar verdadeiramente numa altura em que toda a ajuda é pouca.

De todos os reptos que aqui vou lançando no blogue este é de longe um dos mais importantes. Quem se junta a mim para ajudar? 🙂

JM