NESTE TORNEIO FUI UM ÀS IMPROVÁVEL!

Da minha semana passada salta à vista uma palavra que a define: Ténis! Estive praticamente todos os dias a acompanhar o Estoril Open 2019 com reportagens e directos para vários programas da TVI e TVI24 e gostei muito da experiência. Mas o que não me sai da cabeça é outro momento… que vos conto agora!

Um dos grandes privilégios que a TVI me dá é o de trabalhar em muitos eventos… e totalmente distintos. Tanto posso estar num dia no Somos Portugal como no seguinte num evento internacional como o Estoril Open. E eu gosto de ter desafios diferentes que me obriguem a adaptar como apresentador 🙂

Para além dos habituais diretos a dar conta da evolução dos jogos e também de pequenas entrevistas com personalidades que passaram pelo campo de ténis do Estoril, no domingo, dia 28, fui desafiado pela organização do torneio para participar num momento… diferente! A ideia era ter algumas caras conhecidas – como eu, o Diogo Infante, Tiago Bettencourt, João Zilhão e Pedro Sousa – a jogar contra alunos da “Academia dos Champs”, num mini-torneio chamado “Ases Improváveis”.

Sempre que posso aceito estes convites para participar em iniciativas tão especiais. Esta academia tem como objectivo motivar jovens em situações sociais vulneráveis a adoptar o desporto como aprendizagem para o desenvolvimento pessoal e profissional. Portanto quando soube isto… claro que disse que estava dentro!! 🙂

Quanto ao jogo em si… bem… é melhor não descrever muito! Contra mim jogou a Silvana “Williams” e digamos que o seu ténis foi suficiente para me eliminar do torneio. Eu tentei tudo mas não consegui mesmo um resultado melhor. Portanto o trabalho da academia está a ser muito bem feito!

Além da competição (saudável, claro!) houve muitos momentos divertidos e gratificantes. E quando assim é… quase que parece que o trabalho não é trabalho. Até 2020, Estoril Open! 😉

JM