O DIA DO MEU PAI…

Para mim o Dia do Pai é o dia do Meu Pai. É o dia de recordar emoções e os nossos momentos – que são inigualáveis e apesar de me acompanharem todos os dias, têm hoje um significado especial. Que façamos um brinde ao Pai!

Ensinou-me a andar, a falar, a comer e ajudou-me a construir a minha personalidade individual. A única coisa que me pediu em troca? Que dissesse “pai” como primeira palavra. É irónico que quem nos dá tanto seja, ao mesmo tempo, quem menos nos pede em troca. É a poesia maior do Amor entre um pai e um filho! E nem a distância física atenua a intensidade desta relação. Está tudo sempre lá, sem “como?” nem “porquê?”. É verdadeiramente incondicional.

O meu pai é único e a minha grande referência como homem. E a nossa relação sempre foi de muita cumplicidade. Neste dia aquilo que mais desejo sempre é “só” tê-lo a jantar à minha frente, em família, e poder discutir com ele tanto os temas mais insignificantes como aqueles que mexem e muito com a nossa vida. A mesa tem esse efeito em nós. E independentemente dos desfechos dessas conversas, o importante é acabar como gostamos – com um brinde.

Nesta data mais do que especial quero partilhar convosco algo também muito valioso… para tornar os vossos brindes ainda mais únicos. Passem pelo meu Facebook (basta um clique aqui!) para saber tudo o que é preciso para ganharem um copo e uma bebida “à la João Montez” 😉

Amem muito os vossos pais, hoje e sempre. E bons brindes!

JM