O MELHOR BRUNCH DA AVENIDA?

Já perdi a conta às vezes que escrevi aqui sobre brunch. Para mim é um tema sempre interessante porque gosto muito de escrever sobre coisas que me dão realmente prazer. E comer um bom brunch… é um óptimo exemplo disso! Já experimentei muitos e em diferentes contextos, mas este tinha um toque especial. Quem sabe se não é da influência russa. Sim, da Rússia mesmo. Vou contar-vos como foi!

O antigo restaurante Stanislav – famoso pela assumida infuência da gastronomia de leste – transformou-se no Stanislav Café em Dezembro de 2018. Sem nunca ter ido ao antigo, arrisco-me a dizer que de certeza não ficou pior. A localização é perfeita para quem procura juntar o brunch a um passeio no coração da cidade: muito perto da Avenida da Liberdade. O espaço é bastante colorido e muito bem iluminado, transmitindo uma energia boa e bastante quente: imaginei que pela ligação à Russia pudesse ser mais fria e distante mas enganei-me… e ainda bem! 🙂

O menu não desiludiu e tinha tudo aquilo que esperamos de um brunch. Mas confesso que houve um prato que me chamou logo à atenção por ser uma junção que eu faço muito em casa quando quero um pequeno-almoço saudável e energeticamente equilibrado: Ovos mexidos, tosta de abacate e salada. Apesar de ligeiramente diferente de como faço em casa, estava tudo muito bem confeccionado e o sabor no ponto certo – nem enjoativo nem insonso. Para acompanhar… o imbatível sumo de laranja 😉

Também provei o iogurte com granola, banana e amêndoas e… thumbs up! Não sou o maior fã do mundo de lacticínios, mas de vez em quando sabe bem um iogurte destes. Acaba por ser um alimento leve mas saboroso. Os frutos do bosque dão-lhe o sabor que o iogurte natural exige e a granola e amêndoa acabam por trazer aquela textura muito estaladiça que contrasta com a base.

Para finalizar um prato perfeito para todos aqueles que não têm vergonha: panquecas com banana, frutos do bosque, açúcar em pó, doce de leite e… uma bola de gelado! Pois é, neste não há hipótese, a dieta tem mesmo de ser esquecida por alguns momentos. A boa notícia é que são momentos muito breves… porque é impossível não devorar tudo isto num ápice. Se estiverem a cumprir um regime mais restritivo, esqueçam que leram isto. Se não estiverem… têm que estar all in! 😉

Espero que vão provar e que gostem! Eu vou continuar por aí a conhecer novos brunches e a trazer-vos os melhores. Até porque assim posso juntar o útil ao agradável: crio conteúdo que me delicia… literalmente!

JM.