O NOVO BRUNCH SENSAÇÃO!

Já devem ter reparado que me entusiasmo especialmente quando o assunto é “brunch”. Depois de ouvir uns zum-zuns ligeiros sobre um novo brunch que abriu perto do Marquês de Pombal, em Lisboa, hoje tive que ir saber tudo! E saber tudo significa experimentar. Venham daí também conhecer o Manifest 😉

Manifest…amente é um brunch completamente diferente dos outros! Não que abra portas a horas estranhas ou que tenhamos de comer em pé e outras extravagancias. É diferente porque aposta forte num menu distinto e sobretudo ousado, misturando sabores doces com salgados e texturas macias com estaladiças. Na primeira garfada de cada prato podem sempre esperar… o inesperado. Uma experiência única de sabores.

Fui com um grande amigo e quando pegámos no menu… foi quase impossível escolhermos um prato para cada um. Estávamos muito curiosos em relação a vários!! Por isso decidimos pedir mais do que um e dividir. Mas vamos por partes…!

O NOSSO MENU!

Tosta de Abacate

Um clássico pequeno-almoço meu de tantos e tantos dias. Nesta versão com ovo escalfado e tomate!

Croissant com ovos mexidos, creme de queijo e bacon

Talvez a maior surpresa. Ovos Mexidos com bacon (a opção original era salmão mas pedimos para trocar) é um clássico. Mas dentro de um croissant? E com queijo creme?! Por muito estranho que pareça – e por parecer é que pedimos – faz toooodo o sentido!

Ovos Bennedict Americanos

Um prato que encheu o olho e satisfez. Apesar de não ter deslumbrado, o conceito de Ovos Bennedict estava lá e o sabor único do molho Hollandaise também!

Croissant com puré de côco, queijo ricotta e chocolate/menta

Se as opções anteriores eram agridoces… esta então foi mesmo uma sobremesa declarada! Nada a apontar, repetirei 🙂

E seria uma injustiça não falar do espaço. Bem decorado, com look n’ feel vintage e sobretudo… com uma banda sonora de encher o ouvido e a alma. Normalmente a música nestes sítios é apenas um barulho de fundo, but not here!! Demos por nós várias vezes a interromper a conversa para comentar as músicas que estávamos a ouvir e até cantá-las um bocadinho 😉

Por tudo isto… Nice job Manifest! Recomendo e muito!

JM