OS DA WEASEL EM ALMADA!

 

A geração de 90 cresceu ao som dos Da Weasel. No meu grupo de amigos era “a banda”, ainda para mais porque nasceu em Almada, onde também nós nascemos e crescemos. Passados tantos anos ninguém se esqueceu das letras nem daquilo que significavam: uma liberdade criativa e sempre consciente. Quase 10 anos depois do “adeus oficial” aos palcos estão de volta para um concerto que promete ser épico e os ensaios já começaram. Num sítio muuuuito especial! 🙂

(…)
A verdade é que a saudade do que passou
Não é mais que muita…
Mas por muita força que faça ela passa por saber que te vivi…
Tu deste tudo e eu joguei, arrisquei e perdi
Agora
Muda o teu número, eu mudei o meu
Muda o teu número, eu mudei o meu
Muda o teu número, eu mudei o meu
Muda o teu Mundo, eu mudei o meu
(…)

Este refrão da música “Mundos mudos” é provavelmente aquele que mais ouvi e que mais me diz. Lembro-me perfeitamente do sentimento de tristeza que me invadiu no dia 9 de dezembro de 2010 quando anunciaram o fim da banda. “Como assim?!”, pensei. Uma reacção absolutamente oposta àquela que tive já este ano, quando anunciaram um concerto na próxima edição do festival NOS Alive. Nos três dias seguintes ao anúncio só ouvi Da Weasel e pensava que este concerto não me podia mesmo escapar! E não vai, até porque já me juntei com os amigos do costume e comprámos todos bilhete. Dia 11 de Julho de 2020 lá estaremos 😉

A grande novidade do dia de hoje é que os ensaios já começaram e… numa sala absolutamente icónica: o Incrível Almadense. Abriu portas em 1848 e já recebeu muitos concertos épicos e que ficaram marcados na memória de todos aqueles que cresceram na zona. Mas de todos os que lá vi deixaram-me recordações especiais os de Tara Perdida (em 2006) e Mad Caddies (em 2010). Para além da música, no Incrível Almadense havia sempre um ambiente familiar e ao mesmo tempo intenso, que naquela idade nos fazia vibrar como se estivéssemos noutro mundo!! Foi por ter estas memórias tão vivas na minha cabeça que adorei saber que é lá que os Da Weasel estão a ensaiar. Costumo dizer que nada é por acaso… e o regresso da banda a Almada chega a ser quase poético!!

Não faço ideia de como será o concerto no NOS Alive. Não sei em que forma vão lá chegar, nem se terá a mesma energia de outros tempos. Mas sei que há uma legião de fãs que vai fazer com que seja o concerto da década. E eu sou um deles 🙂

JM.