PELA PRIMEIRA VEZ NUM RESTAURANTE DO JAMIE OLIVER!

Jamie Oliver é um dos grandes nomes da cozinha mundial. É, ao mesmo tempo, o maior produto televisivo de uma era em que se voltou a olhar para a cozinha e para os chefs de forma sexy. Apenas alguns meses depois de abrir o primeiro restaurante em Portugal, decidi experimentar! Entre muitas coisas verdadeiramente boas que provei… houve uma delas que me encantou…

Nos últimos dez anos voltámos a assistir a um regresso dos programas de culinária às televisões – quer generalistas quer temáticas. E com o regresso do mediatismo do tema surgem naturalmente as novas grandes referências na área. Em Portugal, por exemplo, é fácil identificar precisamente como referências mundiais chefs como Gordon Ramsey, Anthony Bourdain e, claro, Jamie Oliver – e tudo graças aos seus programas que foram cá emitidos. Apesar de todos terem conquistado o seu espaço justamente, aquele com que mais me identifico é mesmo este último. E porquê? Por dois motivos! Porque para além da sua criatividade, se destaca dos outros pela simplicidade e utilidade das suas receitas. E também porque utiliza a sua influência a nível mundial para sensibilizar para a importância de uma alimentação saudável – o programa Food Revolution foi baseado precisamente nesse objectivo e espelha o quão longe ainda estamos todos de comer bem… vale a pena verem 🙂

Dito tudo isto… não podia mesmo deixar de experimentar o Jamie’s Italian, que tal como o nome indica, é a marca de restaurantes italianos do Jamie. Confesso que me assusta um pouco sempre que vou experimentar um restaurante com uma expectativa inicial tão alta… e neste caso estava mesmo assim, por tudo o que já escrevi sobre ele! À entrada fui recebido por um empregado que me cumprimentou simpaticamente e me acompanhou à mesa. O primeiro impacto é bastante positivo… a decoração do restaurante, apesar de muito cuidada, faz-nos sentir que estamos num restaurante acolhedor. O ambiente é quente e quase parece gritar “família” – nesse sentido não engana, é um restaurante típico italiano! No caminho para a mesa passamos por um balcão enorme onde estão penduradas pernas de presunto e no qual os pratos são terminados antes de seguir para a mesa. Passamos também por uma zona em que os cozinheiros estão a fazer a pasta fresca. É tudo muito transparente e eu gosto disso!

A MINHA EMENTA

Tudo o que eu provei estava bastante bom. Mas aquilo que me encantou mesmo foram os pratos de pasta. E que diferença faz ser fresca e feita lá, ao vivo! A consistência e frescura são incomparáveis. E o sabor? Bem… digo-vos simplesmente que se nota que tudo é feito com ingredientes de enorme qualidade. E, na minha opinião, essa é o primeiro passo para o sucesso de um restaurante!

Agora chega de conversa! Fiquem com a minha ementa deste dia 😉

Bruschetta de tomate e queijo ricotta

Silky Spaghetti Carbonara

Gennaro’s Tagliatelle Bolognese – A estrela da companhia e que para mim entra diretamente para o top de pratos de pasta de Lisboa 🙂

Scallop and Prawn Risotto

Vin Santo Tiramisù, Raspberry Rippled Pavlova e Epic Chocolate Brownie

 

Se vos deixei com vontade de lá ir… cool! Era essa a ideia. Não vão sair de lá insatisfeitos, até porque surpreendentemente – pelo menos para mim – a relação preço/qualidade é óptima. Para mim, é o restaurante com a melhor Pasta de Lisboa 😉

JM