THE DEFIANT ONES: UMA SURPRESA!

 

O que é que têm em comum os auscultadores Beats by Dr.Dre, a Apple e artistas como John Lennon, Bruce Springsteen, U2, Eminem e Lady Gaga?! Aparentemente nada. Mas na verdade têm! É uma das coisas que podemos descobrir nesta série. Se me pedissem uma definição curta diria que são “4 episódios de história da música”. Uma parte da história que é vista aos olhos de duas pessoas dos bastidores mas cujos nomes vale a pena saber de cor!

São tantas as séries e filmes que temos hoje em dia à nossa disposição que muitas vezes o difícil é escolher. Toda a gente já passou por isto, aquela dúvida que até chega a durar mais do que um episódio do que quer que seja!! E mesmo quando escolhemos, não é garantido que seja algo que nos vá prender completamente ao ecrã, seja ele o do telemóvel, tablet ou televisão. The Defiant Ones não foi uma escolha óbvia: escolhi apenas porque queria ver algo diferente do que tenho visto ultimamente. Mas acabou por ser, sem dúvida, uma grande escolha! 😉

Eu não sabia nada quando escolhi. Nada mesmo, fui à aventura! Logo nos primeiros momentos vemos imagens e testemunhos sobre a venda da Beats by Dr.Dre à Apple, por três mil milhões (!) de dólares. E o meu primeiro pensamento foi “será que é uma série centrada na economia e negócios?!”. A resposta é sim, mas não. De facto o tema “negócio da música” é explorado. Mas a música enquanto inspiração e arte está sempre lá. E foi sobretudo esse lado que me prendeu logo nos primeiros 30 minutos.

Apesar de ser uma série documental – o que à partida podia ser desencorajador – é esteticamente muito bem conseguida. Os muitos testemunhos que vemos são alinhados de forma exímia, fazendo com que cada pedaço da história que é contado o seja através desses mesmos testemunhos: depois de cada um, há sempre outro que acrescenta algo novo à mesma história, às vezes em sequências de corte alucinantes que nos fazem vibrar! E quem testemunha?! Bruce Springsteen, Tom Petty, Gwen Stefany, Puff Daddy, Eminem e muitos outros. Um verdadeiro luxo! 🙂

Outro aspecto que me marcou foi a presença de muitos vídeos amadores gravados nos momentos que estão a ser relatados. O realizador Allen Hughes mantém-nos sempre por perto, independentemente de estarmos em 1980, 2001 ou em 2017. E para além disso… alguns desses vídeos são autênticas relíquias que nos mostram uma parte nunca viste de vários ídolos de muitas gerações.

E por fim… a razão de toda a história. O incrível caminho de duas pessoas: Jimmy Iovine e Andre Young (mais conhecido como Dr.Dre). Cedo percebemos que a história vai ser vista através das suas vidas, num formato interessante e em que o percurso de ambos vai sendo intercalado quase organicamente. Se nos primeiros dois episódios o que vemos são percursos distintos, nos seguintes percebemos o que os vai ligar para sempre: o pensamento verdadeiramente disruptivo e a ambição. São eles os Defiant Ones!

Mais do que uma série… uma verdadeira inspiração. Se o mundo do entretenimento vos interessa como a mim… esta é para acrescentar à lista! 🙂

JM.