TOP 3 DE DESTINOS PARA UM FIM-DE-SEMANA PROLONGADO!

Como já devem ter reparado pelas minhas redes sociais e aqui pelo blogue, o meu vício em viajar não pára de crescer! E se muitas das vezes as viagens que mais prazer me dão são aquelas que me levam até longe e me mostram novas culturas e formas de viver, não é menos verdade que às vezes basta um fim-de-semana aqui mesmo em Portugal para recarregar baterias. Para essas escapadinhas… aqui está o meu top 3!


Portugal é de facto um país incrível. De Norte a Sul podemos encontrar refúgios de todos os tipos – montanha, pinhal, praia, beira-rio (…) – para passar dois ou três dias completamente desligado do mundo. De preferência, no meu caso, com o telemóvel sem som e, excepcionalmente, sem olhar muito para a televisão. Nem sempre consigo cumprir com esta última ideia mas na maior parte das vezes tento muito! 😉

Começamos pelo norte do país – a zona que mais tenho visitado ultimamente com o Somos Portugal mas que também sem ser em trabalho acabo por escolher muitas das vezes. A boa gente do norte, as paisagens e a gastronomia são para mim as grandes atracções. E neste momento se tivesse de escolher um alojamento nesta zona… escolhia o Six Senses Douro Valley. Fica em Lamego e está localizado precisamente à margem do rio Douro – misturando duas vistas incríveis: a vista para o rio e para os socalcos repletos das vinhas que dão origem ao Vinho do Porto. É um verdadeiro hotel de luxo e por isso tem todos os ingredientes para nos fazer sentir nas nuvens! Ah, e por falar em ingredientes… constou-me que o restaurante é muito, muito bom. Portanto aqui têm tudo o que precisam sem sair do hotel 🙂


… E se o objectivo for visitar a incrível cidade do Porto, a minha sugestão é o Selina Porto. O Selina faz parte de um grupo com o mesmo nome que tem vários hotéis espalhados pelo mundo e estreou-se em Portugal precisamente no Porto. É um alojamento perfeito para quem quer ficar mesmo no centro da cidade! Está situado perto da Igreja dos Clérigos e portanto apenas a poucos minutos a pé de quase todas as atrações que não podem perder na zona histórica, como a Livraria Lello e a Torre dos Clérigos, por exemplo! A decoração é confortável e privilegia o espírito urbano e artístico que também se respira por toda a cidade. Recomendo!

Desenhando uma diagonal no mapa e descendo cerca de 300 kilómetros chegamos a Óbidos. Provavelmente a vila mais pitoresca do país e que representa muito bem a zona centro do país. Tem cultura, tem gastronomia, tem um castelo bonito e relativamente bem conservado e também um mar poderoso. É isso mesmo, nesta zona há praticamente de tudo. Apesar de aconselhar uma visita ao castelo durante o dia, para ficar a descansar escolho o Praia D’El Rey Marriott Golf Beach Resort. E porquê? Para além de ser um excelente hotel em termos de serviço, é daqueles em que a vista mar é absolutamente deslumbrante. E não é só a vista! O mar está tão perto dos quartos que também se ouve… para um adormecer e acordar verdadeiramente zen!


Continuamos a nossa viagem em direcção a sul… e ao Alentejo. Aqui há menos atracções diferenciadas mas… o que há tem uma qualidade quase incomparável: bom clima, gastronomia muito particular e rica e ainda um silêncio invejável e noites de céu completamente estrelado. Se nas outras duas zonas não tive dúvidas, nesta muito menos… o sítio para ficar é o Imani Country House. Desde a decoração cuidada e suis generis dos espaços comuns à arquitectura dos quartos (todos parecem desenhados ao pormenor e cheios de detalhes de encher o olho) e passando pelo conforto das camas e qualidade de todos os ingredientes do pequeno-almoço… é tudo óptimo. E se quiserem jantar por lá existe ainda a possibilidade do vosso prato ser cozinhado por alguém que até conhecem da televisão. Zé Pedro Vasconcelos é dono do espaço e, tal como em televisão, faz um excelente trabalho não só na cozinha como na manutenção deste espaço.


Espero que tenham viajado muito e bem comigo neste pequeno roteiro. E que comecem a olhar para o calendário…… 😉

JM

Fotos: Booking.com