TRÊS TREINOS PARA RECUPERAR DAS CALORIAS NATALÍCIAS!

shape
Já sem as emoções tão à flor da pele como nos últimos dias, está na hora de deixar todas as desculpas de lado e voltar a cuidar do corpo e mente. Quem vem comigo?! Proponho três treinos provavelmente surpreendentes mas eficázes e adaptados a esta época do ano!

Acredito mesmo que no Natal não nos devemos controlar muito (a não ser por aconselhamento médico, claro..) porque devemos aproveitar tudo o que nos apetecer sem grandes limites – afinal de contas só há Natal uma vez por ano! No entanto encaro tanto a minha saúde como a minha forma física com muita seriedade. Até porque ambas são fundamentais para estar bem e poder focar-me naquilo que neste momento mais me preenche: a minha vida profissional.

Aquilo que vos quero propor hoje é que pensem também na vossa saúde e aproveitem, se for o caso, algum do tempo que ainda têm antes de voltar ao trabalho para um treino simples mas eficaz para combater os exageros natalícios! Caso estejam já de volta ao trabalho também está tudo bem, podem treinar no fim do dia. 🙂

Para esta altura do ano temos mesmo de pensar em treinos simples e, à partida (embora dependa de pessoa para pessoa), de baixa ou media intensidade apenas. Nestas propostas que vos faço também tenho em conta que provavelmente não estão perto do ginásio ou do local equivalente onde praticam desporto. Quem não pratica habitualmente (shame on you 🙂 ) aqui têm uma excelente hipótese de começar!

1- Caminhada rápida e longa – Trail

Talvez seja a proposta mais conservadora, mas faz todo o sentido neste contexto. Apesar de o ser, uma caminhada rápida estimula-nos muscularmente tal como uma corrida mas sem a intensidade e o impacto que se pode sentir sobretudo nos joelhos – o que faz com que possa ser mais aconselhável para alguém com excesso de peso, por exemplo. Para compensar a menor intensidade face à corrida proponho uma caminhada que para além de em passo rápido seja longa e com um percurso com várias subidas e descidas. O desafio é caminhar durante 2 horas tentando manter sempre o mesmo ritmo!

2- Salto com corda

Antes de rejeitarem já esta hipótese deixem-me dar-vos 3 razões para que seja uma excelente opção: é um treino extremamente personalizável – uma vez que podem regular facilmente a velocidade, o tipo de salto (com um pé ou com dois) e também a força aplicada através dos braços (podem por exemplo acrescentar pesos aos pulsos); estimula a coordenação motora, por exigir dinâmicas de braços e pernas simultâneas; é incrivelmente portátil e fácil de fazer em qualquer lado – uma corda cabe no bolso do casaco e em termos de espaço quaisquer 3 metros quadrados são mais do que suficientes. 😉

3- Cortar lenha

Ao contrário da primeira proposta, esta será de longe a mais surpreendente. No entanto posso garantir-vos que para além de fisicamente exigente, por implicar a intervenção de vários dos maiores grupos musculares do nosso corpo (músculos dorsais, abdominais e glúteos, entre outros), é extremamente relaxante – sobretudo se o fizerem na rua e em zonas rurais. Ah, e acaba por ser sempre muito útil porque no fim já têm com que acender a lareira. 🙂

Bons treinos!

JM