UM DOS MEUS SEGREDOS PARA O VERÃO!

O Verão já chegou e, apesar de alguns dias mais tímidos (as nuvens e até alguns chuviscos têm resistido mais do que é normal), está quase aí o calor que nos vai levar à praia, a almoços mais leves, ao ar livre e, claro, à roupa que tivemos guardada durante tantos meses! Este talvez seja um dos meus maiores segredos para enfrentar o Verão: a roupa.

Muito provavelmente já tinham percebido que sou um entusiasta da moda. E a verdade é que sou cada vez mais! Talvez influenciado pelos muitos trabalhos que já fiz enquanto modelo, quer de passerele quer fotográfico, aprendi a apreciar a arte que está envolvida no processo de criação de uma peça de roupa. Mesmo que seja uma peça de roupa de uma grande marca e que será utilizada por milhões de pessoas nos mais diferentes contextos, ela é especial. Foi pensada por uma equipa de pessoas que a partir do zero criaram condições para que aquela peça fosse a acertada para determinados momentos. E isso é fascinante 🙂

No Verão o segredo é mesmo esse: escolher as peças certas. Claro que as regras que nos guiam durante todo o ano se mantêm: escolher o que vestir tendo em conta o contexto em que vamos estar. Trabalho vs lazer, praia vs aventura e dia vs noite são os dilemas mais comuns e que nos fazem estar mais tempo em frente ao espelho. Mas… e se houvesse algumas regras transversais a todos estes contextos?

Para mim há mesmo!! As minhas duas regras de ouro são usar sempre roupa fresca (o linho é o meu tecido favorito de toooodos) e alegre – não necessariamente sempre através das cores mas também recorrendo a padrões descontraídos e que surpreendam. É a partir daqui que construo os meus oufits de verão. Depois é só escolher o grau de formalidade para cada ocasião. Com esta fórmula sinto-me sempre confortável e… positivo 😉

 

MAIS DO QUE PREPARADO!

… Normalmente o Verão também significa férias, mas no meu caso nem sempre é bem assim – aliás, quase nunca é, mesmo! Nesta altura acaba sempre por haver muitos festivais de música e outros temas, mais emissões no exterior do que já é habitual e até novos programas de verão a estrear, por isso… mais trabalho! O que é óptimo, porque eu adoro aquilo que faço. Sou mesmo um daqueles casos em que se aplica o clichet “Escolhe um trabalho que gostes, e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida”. Terá sido Confúcio a dizê-lo… e eu aprovo. Por isso, algures no nosso país, vamos de certeza encontrar-nos nos próximos meses. E eu vou estar com a roupa certa, espero 😉

JM.