WEBSUMMIT: O FUTURO EM LISBOA

A WebSummit é um dos maiores eventos de tecnologia do mundo e seguramente o mais reconhecido na Europa. Depois de várias edições em Dublin, na Irlanda, mudou-se de armas e bagagens para Portugal e já é um evento de referência do nosso calendário. Durante quatro dias as ruas de Lisboa recebem milhares de estrangeiros que vêm a Portugal aproveitar a montra perfeita para mostrarem as suas ideias, fazer negócios e… conhecer o futuro.

Foi em 2010 que Paddy Cosgrave (actual CEO), David Kelly e Daire Hickey fundaram a WebSummit. Na altura, quando a empresa ainda era apenas composta pelos três, sonharam construir um evento que fosse o espelho do mundo da tecnologia, inovação e empreendedorismo. Agora, nove anos depois, a realidade é outra: a equipa conta com mais de 200 colaboradores e o evento é claramente uma das grandes referências mundiais sobre estes temas. Em 2016 mudou-se da Irlanda para Portugal e por cá se vai manter até 2028, o ano do fim do protocolo assinado com a câmara municipal de Lisboa – um acordo com valores astronómicos mas que são encarados como um investimento… no futuro!

Quando se entra no evento o primeiro impacto é brutal: muitas luzes e sons, ecrãs gigantes com funcionalidades XPTO e stands inovadores das grandes marcas que consumimos e que estão a tentar apanhar a onda mais alta da tecnologia. Pode mesmo dizer-se que a WebSummit é o paraíso para todos aqueles que têm sobre o mundo um olhar criativo e verdadeiramente inovador. A palavra “futuro” é provavelmente uma das mais ditas ao longo dos quatro dias de WebSummit. Mais do que suposições sobre as realidades que vamos enfrentar nos próximos anos, a ideia aqui é diferente: estudar os temas a fundo para perceber, juntos dos maiores especialistas de cada área, o que está a ser feito pelas empresas que mais mexem os mercados e que normalmente estabelecem tendências baseadas no consumo que todos nós fazemos de cada produto ou serviço. Ao longo dos vários dias da conferência podem ouvir-se palestras sobre quase todos os temas – desde Inteligência Artificial ao Marketing/Redes Sociais, passando pela Economia e Finanças e até mesmo ao Desporto e à Música. E este é um dos grandes factores de sucesso do evento: consegue chegar a toda a gente que quer perceber como se posicionar no mundo empresarial para atingir os seus objectivos!

Para além de todos os especialistas presentes no evento, há também uma forte componente de exploração, no sentido em que pequenas empresas (start ups) têm oportunidade de expor as suas ideias e negócios aos muitos interessados que por lá passam à procura de boas oportunidades para investir. No fundo, a WebSummit serve de plataforma física para colocar em contacto o talento com o dinheiro 🙂

Felizmente já tive a oportunidade de estar no evento e fiquei realmente bem impressionado. Para além de tudo o que se passa na Altice Arena e nos quatro pavilhões da FIL, a organização procura que todos os participantes – independentemente da sua condição – se encontrem após o evento, naquilo a que chamam “Night Summit”. A ideia é conseguir fazer funcionar o networking através de conversas informais em ambiente de festa e… com uns copos à mistura.

… Na teoria parece uma boa ideia e na prática… pelos vistos também é. Até 2028 cá teremos a maior conferência de tecnologia, inovação e empreendedorismo da Europa 🙂

JM.